andre_andressa

Nomes e idade:
André Luis Magro, 35 anos e Andressa de Souza Moraes, 29 anos.

Há quando tempo vocês dançam?
Eu, André, comecei aos 14 anos, portanto, danço há 21 anos e a Andressa começou aos 6 aninhos, então, há 23 anos.

Onde você se formou e quais foram seus principais mestres?
Nos aprofundamos em nossos estudos em nossas viagens para Buenos Aires e nossos principais professores foram Julio Balmaceda e Corina de la Rosa, Adrian Veredice e Alejandra Hobert, Gustavo Naveira e Giselle Anne.

Como surgiu o amor pela dança e que fez você querer trabalhar com ela?
André: Quando eu era adolescente e ainda morava no interior, vi um cartaz de aulas de dança de salão numa festa e resolvi entrar para aprender, mas ainda mal sabia o que era. Já na primeira aula fiquei totalmente apaixonado pela dança e ela passou a se tornar o centro das minhas decisões na vida. Um ano depois que comecei a aprender, com apenas 16 anos, já estava dando aulas e ensinando o pouco que sabia. Resolvi cursar educação física visando me tornar um melhor professor. E a partir daí as coisas foram acontecendo.
Andressa: Eu sempre amei dançar desde criança quando fazia Jazz no Clube Alto de Pinheiros. Já me aventurei em diversas modalidades quando adolescente, inclusive, Street Dance. Mas foi na dança de salão, aos 17 anos, que me encontrei. Fiquei completamente apaixonada pela dança e com apenas um ano de prática entrei no campeonato brasileiro de salsa, conquistando o quarto lugar, dentre dezesseis dos melhores casais de todo o país. Pouco depois conheci o tango e o que parecia impossível aconteceu, pois consegui me apaixonar ainda mais por uma dança.

Por que dançar no Anacã é tão bom?
Dançar no Anacã é tão bom porque é um local comprometido com a qualidade e que visa o bem-estar de todos, sejam alunos ou professores. O Anacã torna-se facilmente a extensão de nossas casas, pois todos se sentem completamente à vontade aqui. Nós somos felizes por fazer parte desta família.

COMPARTILHE O ANACÃ NAS REDES SOCIAIS