DETALHES DA MODALIDADE DANÇA IRLANDESA

Dança Irlandesa

Considerada a mãe do sapateado americano, a dança irlandesa, associada à sua música tradicional, teve grande repercussão mundial através do musical Riverdance e do dançarino Michael Flatley, que transformou-a em algo mais performático.

A dança irlandesa é composta por duas técnicas distintas baseadas nos calçados utilizados em cada uma delas: o soft shoe, cujas sapatilhas são chamadas ghillies e os movimentos remetem aos passos do ballet; e, o hard shoe, que é similar aos sapatos de sapateado, porém suas plaquinhas são de fibra de vidro e não de metal.

A partir daí, cada técnica se desenvolve em ritmos específicos. No soft shoe: reel, slip jig, light jig e single jig; no hard shoe: treble reel, treble jig e hornpipe, além das traditional set dances, danças que possuem música e passos próprios, provavelmente coreografados no início do século 19.

Além das danças solos, mencionadas acima, existem as danças sociais, denominadas céili dances, que são rápidas e complexas, caracterizadas por figuras formadas por seus dançarinos.

Cada coreografia acompanha passos típicos e possui um número definido de praticantes que varia de 3 a 16 pessoas.
Portanto, por ser caracterizada por seus movimentos rígidos, rápidos e complexos, a dança irlandesa, desenvolve em seus praticantes: agilidade, flexibilidade, coordenação, ritmo e força.

DIRETO DO ANACÃ

VEM DANÇAR COM A GENTE
COMPARTILHE O ANACÃ NAS REDES SOCIAIS